+1

Coesão e Coerência

Eu sou professora do 2ºciclo do Ensino Fundamental e gostaria de sugestões sobre como trabalhar coesão e coerência textual e como orientar os alunos, durante a reescrita de seus textos, sobre esses aspectos. Muito obrigada, desde já.

Minha querida

A coesão e a coerência são processos dependentes, porém bem distintos. Ambos são trabalhados para que as ideias do texto se explicitem para o aluno-leitor. Talvez por falta desse conhecimento muito professores ainda resistam tanto para trabalhar esses conteúdos nas aulas de Língua Portuguesa.

A coerência pode ser refletida em sala de aula com o auxílio da lógica, da sequenciação das ideías, das reflexões sobre causa e consequência, acontecimentos e o deslocamento dos mesmos no tempo. Mas isso seria leviano que querer explicar assim, sem o auxílio de textos adequados.

A coesão é o processo pelo qual as partes do texto são costuradas, interligadas, unidas. Palavras e expressões que ligam parágrafos, períodos e frases, bem como aquelas que se referem ao que já foi citado no texto são chamados de REFERENTES, RELATORES OU ELEMENTOS COESIVOS. Podem ser usados como elementos coesivos algumas classes com maior intensidade: pronomes (ela, dela, seu, nossas), conjunções (porém, todavia), advérbios (ali, onde, então), verbos e outras.

Para que saibam o que é e possam utilizar em suas produções textuais, a primeira coisa a fazer é intensificar a PRÁTICA DE TEXTOS COLETIVOS.

Paralelamente, trazer BONS textos onde haja um bom processo de coesão bem claro e levar as crianças a pensarem sobre esses fatos, com perguntas e desafios sobre a compreensão de cada um.

Veja como é possível explicar para os alunos esse processo:

COMO SURGEM OS BICHOS DAS FRUTAS?

OS BICHOS DA GOIABA, PESSEGO, MANGA, LARANJA E OUTRAS# NASCEM DENTRO DE FRUTAS.

AS FÊMEAS ADULTAS DE UM TIPO DE MOSCA, A MOSCA DAS FRUTAS, PERFURAM AS CASCAS DAS FRUTAS MADURAS E #DEPOSITAM OS OVOS QUE SE #TRANSFORMAM EM LARVAS. ESTAS SE ALIMENTAM ALI DENTRO ATÉ #DEIXAREM O INTERIOR DAS FRUTAS PARA CAIR NO CHÃO.

“SE INGERIDAS AS LARVAS NÃO PRODUZEM NENHUM EFEITO PATOLÓGICO PARA O SER HUMANO”, AFIRMA O MÉDICO VETERINÁRIO E ENTOMOLOGISTA JOSÉ GUIMARÃES, DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO.

NO ENTANTO, ELAS SÃO RESPONSÁVEIS PELA MÁ QUALIDADE DAS FRUTAS, QUE FICAM IMPRÓPRIAS PARA O CONSUMO.

1) Ligue, no texto, a quem estão se referindo as palavras coloridas.

2) Por que os verbos a seguir se encontram no plural:

· PERFURAM, DEPOSITAM, SE ALIMENTAM, DEIXAREM, PARA CAIR.

3) Leia com atenção os dois últimos parágrafos do texto.

4) Parece contraditório que “fruta com larvas” não faz mal à saúde?

5) Que expressão, utilizada no último parágrafo do texto, mostra essa contradição ou adversidade?

6) Leia, mais uma vez, com atenção o texto e descubra que palavra (ou palavras) não precisou se repetida quando aparece o símbolo #

Tudo isso pode ser trabalhado desde cedo com os launos de primeiro ano, em textos de menor complexidade, como:
5 PATINHOS FORAM PASSEAR
ALÉM DAS MONTANHAS, PARA BRINCAR.
A MAMÃE GRITOU: – QUÁ, QUÁ, QUÁ, QUÁ
MAS SÓ 4 PATINHOS VOLTARAM DE LÁ.
( … )
A MAMÃE PATINHA FOI PROCURAR
ALÉM DAS MONTANHAS, NA BEIRA DO MAR.
A MAMÃE GRITOU: – QUÁ,QUÁ,QUÁ,QUÁ
E TODOS OS PATINHOS VOLTARAM DE LÁ.

Ou ainda:

ANA MARIA

SANDRA PERES/ LUIZ TATIT

ERA UMA VEZ

UMA LINDA GURIA…

- COMO ERA O NOME DELA?

ANA MARIA

SOUZA FARIA…

- O QUE QUE ELA FAZIA?

ANA VIVIA

#SONHAVA, #SORRIA…

- POR QUE NÃO SE #MEXIA?

EIS QUE UM DIA

ANA MARIA…

- POR QUE SÓ NESSE DIA?

E COMO EU DIZIA

ANA MARIA…

- POR QUE ANA MARIA?

- POR QUE ESSA CANTORIA?

- POR QUE ELA NÃO EXPLODIA?

Artigos Relacionados:

  1. TEXTO SIGNIFICATIVO

 

 

Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe um Comentário





Navegação

 

Sandra Bozza

Há mais de 37 anos se dedica ao magistério na cidade de Curitiba, é professora de Língua Portuguesa e, além de linguista e cientista social na área da educação, estuda com afinco a Psicologia do Desenvolvimento Humano com um único objetivo: desenvolver uma metodologia de ensino apropriada para alfabetizar com mais sucesso as crianças cujas origens determinam seu distanciamento da cultura letrada.

Veja o perfil completo

Entre em Contato!

Sandra Bozza
R. Bruno Filgueira, 1985
Champagnat • Curitiba • PR
Telefone: +55 41 9973 3528
sandra@sandrabozza.com.br